sábado, 30 de outubro de 2010

MESA TENDENCIAS; MINHAS TENDENCIAS



O Mesa Tendências 2010, cujo tema foi sustentabilidade, teve uma função interessante na minha vida cafeeira atual: diminuir meu desconforto sobre a impossibilidade de torrar cafés maravilhosos de outros países (não é permitida a entrada de sementes e grãos de outros países pela vigilância).
No Coffee Lab, cuidamos de pequenos detalhes pró-planeta e humanidade, como não usar canudos (feitos de petróleo e embalados com árvores ou petróleo); fazer comprar somente com sacolas ecológicas; comprar grãos apenas de produtores que tratam bem suas matas, águas, pessoas e bichos; não vender água em garrafas de plásticos, somente em jarras.
Sempre fiquei consolando minha frustração de não poder importar grãos fantásticos de países como Honduras ou Quênia com o argumento que devia trabalhar junto ao produtor no desenvolvimento e garimpo de grãos cada vez mais únicos que nosso próprio terroir e um manejo cuidadoso podem oferecer. Certamente acredito nisso e vimos fazendo isso com nossos corajosos parceiros do campo.
Após minha experiência no Mesa Tendências, refleti que o fato de sabermos que somos o maior produtor do mundo, com uma variedade de sabores equivalente à de vários países, pode nos eximir de, sem culpa ou sentimento de negligência à qualidade, buscar grãos fora do Brasil. Dizendo isso, reforço a minha sensação de que nosso jeito de selecionar, torrar, preparar e divulgar o café Especial é Slow Food - nosso café é bom, limpo e justo.
Por que buscar grãos que deverão chegar aqui à custa de muito gasto de combustível e pagamento de impostos cujo destino é misterioso, se podemos usar o ingrediente maravilhoso, próximo de nós? Essa nova percepção deu conforto a minha frustração sensorial de não tomar um lindo Quênia, torrado por nós.
Parabéns à Prazeres da Mesa pelo evento, aos bravos produtores que insistem em fazer a coisa certa a despeito da quase insustentabilidade disso e aos consumidores que valorizam esses esforços.

Tweet me!

7 comentários:

Michelle Tameirão disse...

Excelente post! um "viva" aos cafés brasileiros!

Fernando santana disse...

Belo poost!
Os melhores cafés estão aqui, nosso clima nos permite fazer o beneficiamento que nós acharmos melhor,na minha opinião nós consumidores temos que aprender a dar mais valor em nossos produtos, só assim vamos começar a consumir QUALIDADE.
Mais um "viva" aos cafésdo Brasil.

Café & Conversa disse...

Maravilhosa Isabela e suas maravilhas : )

Beijão!

Ricardo Icassatti Hermano

Lima disse...

Post interesante, excelente!

Faça sua contribuição, vc deve ter otimas referências:

http://rotuloeembalagemdecafe.blogspot.com/

nelsonmaf disse...

Que legal que você apóia o slow food! Um forte abraço e feliz 2011! Nelson

Sitio Touro disse...

Adorei o teu café,um dia gostaria que voce pudesse fazer uma casa aqui em Ibiuna, estamos carentes de qualidade.
Um forte abraço, sucesso, Marcos Touro

Silvia - BH disse...

Boa reflexão, chegou a uma conclusão acertada. Espero que o mesmo se dê com o cacau, e possamos ter excelentes chocolates.